5 dicas valiosas para planejar gastos com alimentação nos Estados Unidos

Comentário 1 Padrão

Para você que vai passar Férias lá Fora agora no final do ano e já está se descabelando com a alta do dólar (eu), hoje dicas boas para planejar o que vai gastar com alimentação e também exemplos de menu com preços de alguns restaurantes. Continue lendo

Anúncios

Vale a pena comer no Crystal Palace, no Magic Kingdom?

Deixe um comentário Padrão

Parece ser consenso, nos blogs de viagem, que o Crystal Palace é o melhor restaurante do parque Magic Kingdom. Apesar de não me interessar muito por fotos com personagens da turma do Winnie the Pooh, da última vez que estivemos em Orlando resolvi reservar o Crystal Palace para um almoço mais tranquilo no Magic Kingdom.

Almoço do Crystal Palace compensa pelo ambiente, atendimento e oportunidade de tirar foto com personagens.

Almoço do Crystal Palace compensa pelo ambiente, atendimento e oportunidade de tirar foto com personagens.

O local é muito lindo. O prédio de vidro é inspirado no Crystal Palace de Londres. O serviço é o que eles chamam de “all you can eat”. Ou seja, há um buffet bem variado, tipo self service, e você pode pegar o que quiser quantas vezes quiser. A qualidade da comida é boa, mas não é nada de outro mundo. O atendimento é muito bom e quando os personagens chegam para tirar foto com você, é impossível não abrir um sorriso. É por esse motivo que o Crystal Palace vale muito a pena para quem vai para o Magic Kindgom com crianças.

Mas vamos analisar o custo-benefício: Se você não tiver o Dinning Plan da Disney, o Crystal Palace não vale a pena. O  almoço para duas pessoas deu US$59 e, com a gorjeta, foi para US$70. Sério, com US$70 você come um banquete em Orlando.

Portanto, devo discordar dos que acham que o Crystal Palace é o melhor custo-benefício no Magic Kingdom. Eu recomendaria o Tony’s Town Square, que possui uma comida italiana básica e sai bem mais barato (coisa de US$40 para duas pessoas).

Dicas para refeições no Magic Kingdom

Quando for no Magic Kingdom, sempre reserve restaurante antes. Não acho que compense reservar almoço E jantar. Primeiro que fica caro, segundo que você não está indo lá para comer, né? Faça uma das duas refeições com mais calma, em um restaurante que não seja fast food, e na outra refeição faça um lanche. Sempre prefiro reservar o almoço para um horário tipo 13h30 e passar o dia com pequenos lanches.

Quer mais dicas de restaurantes? Encontre aqui.

Mythos: nossa melhor refeição em Orlando

Comentário 1 Padrão

O Mythos é o melhor restaurante que há dentro do parque Island of Adventure (no qual fica o Wizarding World of Harry Potter). De 2003 a 2009 ele ganhou primeiro lugar no concurso de restaurantes de parques temáticos e, em 2010, ficou em terceiro.

Apesar de ter um visual tematizado, que acaba induzindo a pensar que a comida vai ser mediana, a refeição que fizemos no Mythos foi a melhor de todas, disparado – superando, inclusive, o bacanudo ($$$) California Grill. Não estou dizendo que ele é melhor que o California Grill, mas que o que comemos nele foi melhor, além do custo-benefício.

Então vamos aos detalhes. Recomenda-se que você faça reserva, pois o Mythos é um restaurante bem disputado no Island of Adventure. A reserva você consegue fazer aqui. Mesmo indo em Janeiro fiz a reserva, e isso encurtou nossa espera.

A entrada de cogumelos nesse potinho foi uma grata surpresa. Eu e Douglas pedimos e comemos de olhos arregalados a cada “garfada”. Sem dúvida a melhor coisa que já comi em Orlando. Se já não tivéssemos pedido os pratos principais iríamos pedir uma segunda porção destes cogumelos rsrsr.

Os cogumelos que pedimos foram a melhor coisa que comemos em toda a viagem a Orlando esse ano.

Os cogumelos que pedimos foram a melhor coisa que comemos em toda a viagem a Orlando esse ano.

O primeiro prato à direita era um peixe com inspiração asiática, mas o Douglas achou que ele tinha um toque muito forte de wasabi. O meu prato, logo abaixo, estava sensacional: um purê de um tubérculo cujo nome não sei em português (e não lembro em inglês rsrs), peixe e alho-poró crocante para dar textura.

A cozinha do Mythos é aberta. Como sou viciada em programas tipo Masterchef e Top Chef, foi bem legar ficar espiando os chefs na cozinha preparando os pratos.

O garçom que nos atendeu era muito agradável, e segui a sugestão dele para a sobremesa.

O Douglas pediu esse cheesecake no copinho. Eu humilhei com este bolo de chocolate...

O Douglas pediu esse cheesecake no copinho (boring rsrsr). Eu humilhei com este bolo de chocolate… O MELHOR DA VIDA, com pedacinhos de banana em uma calda de caramelo super suave e, no topo, sorvete de amendoim. 

O mais legal é que a conta não foi nada absurda. Para uma refeição bem diferente dos padrões nacionais (não saímos para restaurantes deste tipo aqui) o preço foi bom: US$80. Para ter uma noção, é o que geralmente pagamos para um rodízio de comida japonesa muito bom que há na nossa cidade, no interior de Minas. Olhando por este lado, nem foi caro, né?

O próximo post será um videozinho curto mostrando o restaurante Mythos por dentro.

Estou numa missão pessoal de convencer as pessoas a comerem comida boa em Orlando, porque definitivamente não é uma cidade para se comer Mc Donalds todo dia. Acho inadmissível, ainda que você queira economizar! Pelo menos um restaurante “melhorzinho” sua viagem precisa ter!

Como escolher e reservar hotel na Booking.com

Comentários 2 Padrão

Vira e mexe alguém me pergunta sobre a Booking.com, se funciona, se é confiável, etc… Por isso vou explicar tudo que sei sobre esse serviço. Desde já informo que este post não é patrocinado, apesar de que quando tiver tempo quero colocar a caixa de pesquisa da Booking aqui no blog. Este post é apenas de um relato de alguém que já usou muito um serviço e o conhece bem.

Uma das coisas que acho mais legais na Booking.com é que é um serviço que gera um nível de relacionamento com o cliente de fato. Por exemplo, quando entro no site e faço o login para minha conta com eles, eu tenho todo o meu histórico de reservas com datas, valores, avaliações, etc.

O Booking registra seu histórico de viagens. Veja como eu sou mão de vaca com as diárias de hotel!

A Booking registra seu histórico de viagens. Veja como eu sou mão de vaca com as diárias de hotel!

Para cada reserva de hotel realizada, eu posso fazer a avaliação do hotel em que me hospedei, e são essas avaliações que, na minha opinião, fazem a Booking ser um site confiável para você escolher o hotel em que deseja se hospedar, onde quer que esteja indo, sem ter surpresas desagradáveis.

O Booking pede para você fazer uma avaliação do hotel, e constrói um ranking bem bacana com as notas dos clientes.

A Booking pede para você fazer uma avaliação do hotel, e constrói um ranking bem bacana com as notas dos clientes.

Ao todo eu já fiz 15 reservas na Booking. Esse número de reservas (efetivadas e canceladas), sem nunca ter passado nenhum tipo de problema, me dá bastante segurança para indicar o serviço.

A melhor dica é: leia tudo que tem na página.

A melhor dica é: leia tudo que tem na página.

Então vejamos como funciona:

– Antes de mais nada, crie um conta na Booking.com. Isso vai facilitar muito sua vida, pois você poderá criar listas para salvar os hotéis que lhe interessarem durante sua busca.

– Aí é começar a pesquisar. Note que o site possui uma série de opções para refinar sua busca e apresentar os resultados mais relevantes de acordo com diferentes critérios indicados por você (notas dos hotéis, estrelas, preço, localização, etc).

Exemplo de hotel encontrado na busca.

Exemplo de hotel encontrado.

– Fique atento às condições de pagamento, pois cada hotel vai funcionar de um jeito. Pela experiência que tive, se você ler com atenção todas as condições, taxas e comodidades do estabelecimento que está reservando, não terá nenhuma surpresa. A maioria dos estabelecimentos cobra a hospedagem apenas no check out, no dinheiro ou no cartão. Mas há exceções, sempre explicitadas na página.

– Para conseguir os melhores preços você tem que entrar no site com frequência. Costumo fazer a reserva com cancelamento grátis com bastante antecedência. Depois fico entrando no site com novas buscas para ver se o preço cai. As reservas sem cancelamento (se cancelar precisará pagar o valor total da reserva) costumam aparecer com preços muito abaixo dos praticados. Uma vez consegui uma reserva quase 50% mais barata que a primeira que havia feito meses antes. Lembre-se apenas de que, se fizer uma reserva nova, precisa cancelar a anterior no prazo determinado.

– Importante diferenciar sua relação com o hotel e sua relação com a Booking. A Booking serve apenas como uma intermediária entre você e o hotel, te oferecendo preços bem abaixo do que o hotel cobraria se a reserva fosse feita diretamente com ele. No entanto, o que tem me chamado a atenção é como o “pós-venda”, por assim dizer, funciona direitinho. Vou dar alguns exemplos de situações que aconteceram comigo e que podem acontecer com você.

Seu voo foi cancelado e você não fará check in na data da reserva. E agora??

Isso aconteceu comigo esse ano quando íamos para Nova York. Liguei para a Booking para pedir ajuda com a alteração da reserva meio sem esperanças de resolver, pois o tipo de reserva que eu tinha feito para o Hotel at Times Square, em NY, era sem cancelamento. Ou seja, de acordo com a reserva que eu fiz, eu não teria direito nem de alterar a data e nem de cancelar a reserva. Muitas vezes este tipo de reserva fica muuuito mais barata no site, mas é sempre um risco. Liguei para a Booking e expliquei minha situação. O atendimento da Booking contatou o hotel, que aceitou não me cobrar as duas diárias que eu perderia por conta do voo! E também aceitaram meu pedido de early check in. Tudo isso sem eu ter que fazer ligação (internacional $$$) para o hotel. A Booking resolveu tudo e me enviou em menos de 24h a nova reserva por email.

Precisa fazer alguma solicitação especial para o hotel?

Durante a reserva você pode solicitar, por exemplo, check in antecipado ou check out depois do horário, mas isso não quer dizer que o hotel irá aceitar seu pedido. No final do ano iremos para Las Vegas e, por conta do horário do voo, solicitei check in tardio. O hotel não aceitou o pedido, pois a data é muito concorrida e tudo estará lotado, mas o mais bacana foi ter recebido uma ligação da Booking explicando isso. Esse contato com o cliente passa muita confiança no serviço.

———-

Missão da Booking.com

“Ajudar viajantes a lazer ou a trabalho com qualquer tipo de orçamento a facilmente descobrir, reservar e desfrutar das melhores acomodações do mundo”

A empresa tem sede em Amsterdã e 115 escritórios em 50 países, inclusive no Brasil.

 ———-

Só usei a empresa para reservar hotel. Para aluguel de carro prefiro outro serviço, sobre o qual falei em um vídeo.

Passagens compradas! Rumo à Costa Oeste dos EUA voando com a Aeromexico

Comentários 3 Padrão

Quem só pode viajar em alta temporada sabe bem o dilema que é a escolha do vôo e o momento ideal para se comprar. Praticamente todas as regras que valem para a compra de passagens em outras épocas do ano podem não valer de nada se você estiver indo para um destino concorrido, principalmente se for passar datas como Natal e Ano Novo. Sem chances de rolar promoção nesta época, então fica difícil correr dos preços salgados. É uma análise complicada de custos e benefícios… Prefiro comprar com antecedência mesmo e viajar com tudo pago (ou quase pago rsrsr).

Então comecei minha saga de olhar diariamente os preços de vôos. Abandonei a ideia de pegar o melhor preço e a partir daí fazer o roteiro. Defini que gostaria de chegar por São Francisco e voltar por Las Vegas. Aí foi questão de planilhar as variações de preço e em mais ou menos dois meses ficou claro que o melhor custo-benefício seria o vôo da Aeromexico. Aproveitei a pequena variação do dólar (de 2,40 para 2,38… fazer o que?), respirei fundo e cliquei em “comprar”.

Demorei a ter uma noção do preço normal destes vôos, então deixo aqui de registro o menor valor que encontrei caso alguém que procure esta informação acabe chegando nessa página via Google…

Datas:
Ida – 18 de dezembro de 2014: Rio de Janeiro > São Francisco (com parada de 4h na Cidade do México).
Volta – 3 de dezembro de 2014: Las Vegas > Rio de Janeiro (com parada de 12h O.O na Cidade do México).

Preço por pessoa, com taxas: R$3.000.

Como sempre viajo nesta época do ano, sei que qualquer passagem para os EUA por menos de R$2500 é um achado. Mas, com a alta do dólar, e o fato de São Francisco ser um destino mais caro, foi uma boa compra. Sem falar que as opções da Copa e da United estavam coisa de US$500 mais caras por pessoa. Coisa de doido! Mas loucura mesmo vai ser essa parada de 12h na Cidade do México na volta. É uma cidade em que já estive e, na época, foi vid4loc4 rsrsrs. Fujo dessas conexões longas como o diabo foge da cruz, mas a diferença no preço multiplicado por 5 pessoas nos fez chegar à conclusão que seria inevitável usar esse vôo.

Fiz uma pesquisa sobre a Aeromexico e li muitas coisas boas. Por incrível que pareça a venda dos bilhetes direto com a companhia estava mais cara que na decolar.com…

Outro ponto positivo é não ter que fazer imigração na conexão, como ocorre nos vôos que param em Houston, Miami, etc. Tanto que minha primeira opção era o vôo da Copa que para no Panamá.

Desde 2013 brasileiros não precisam de visto mexicano para permanecer menos de 2/3 meses no México, então menos um gasto/problema.

Agora é descobrir como pedir refeição vegetariana, como marcar assentos e pesquisar se é viável sair do aeroporto sem correr o risco de perder o vôo.

Alguém já fez esse vôo ou conhece alguém que tenha feito?

Alguém já fez conexão longa na Cidade do México e saiu do Aeroporto? Sem sim, indique esse post!! Preciso de dicas!

De brinde, para quem quiser rir de mim :P., eu no México na década de 90 rsrsrs.

De brinde, para quem quiser rir de mim :P., eu no México na década de 90 rsrsrs.

Veja como alugar um carro e dirigir em Orlando

Comentário 1 Vídeo

Você já deve ter ouvido falar que nada mais prático do que alugar um carro quando estiver em Orlando. Isso porque a cidade é preparada para um grande fluxo de automóveis e para falar a verdade não é muito comum ver pedestres pelas ruas. Dizem inclusive que o transporte público não é dos melhores. Além disso, os shoppings, outlets e parques ficam distantes uns dos outros, mas como as vias são rápidas é possível ir de um ponto a outro de carro com um pulo.

“Mas dirigir em outro país deve ser complicado né?”, você pergunta.

Neste vídeo eu mostro como alugar um carro em Orlando e as principais regras de trânsito que precisam ser observadas ao se dirigir na cidade.

Restaurantes na Disney: Teppan Edo, no Epcot Center, vale pela experiência

Deixe um comentário Vídeo

O Epcot Center se diferencia dos outros parques pelas opções de comida típica nos pavilhões dos países.

Quando planejei a viagem que fiz a Orlando em janeiro de 2013, levei algum tempo para escolher onde comeríamos no Epcot. Após pesquisar muito finalmente fiz, através do site da Disney, uma reserva para almoço no Teppan Edo.

Para quem curte cultura japonesa como eu foi uma oportunidade imperdível de comer Teppanyaki, um estilo de culinária no qual os alimentos são preparados em uma grande chapa de metal diante dos clientes do restaurante.

Vale dizer que sou vegetariana, o que sempre torna minha escolha dos restaurantes mais criteriosa.

Neste vídeo mostro onde fica o Teppan Edo, como é o restaurante e, claro, minhas impressões.

Links úteis:

Reserva no Teppan Edo

Menu do Teppan Edo

– Avaliação do Teppan Edo no Trip Advisor