Ainda buscando palavras para descrever o Grand Canyon South Rim

Deixe um comentário Padrão

“Encontro com a natureza” não é meu estilo de viagem, mas o Grand Canyon fez jus a sua fama e passou para o topo da minha lista: é o lugar mais incrível em que já estive.

Fizemos o que a maioria não recomenda: um bate-volta de Las Vegas ao Grand Canyon (South Rim) no mesmo dia. No mínimo 4h30 para ir e 4h30 para voltar. Estamos acostumados com viagens longas e tiramos de letra. Valeu muito e foi a forma mais perfeita de encerrarmos as Férias lá fora.

Apesar de estarmos em janeiro, inverno nos EUA, pegar o Arizona completamente coberto de neve foi uma surpresa, e atípico, como confirmei posteriormente em sites de notícias.

No lugar de ver paisagem desértica, nos deparamos com um cenário lindo de inverno.

A parada foi em Seligman, cidadezinha do velho oeste, na Rota 66, que inspirou o filme “Carros”, da Pixar. Comemos no West Side Lilo’s, que foi melhor do que esperávamos, mas nenhuma Brastemp.

De volta à estrada, chegamos sem grandes complicações ao parque nacional debaixo de um frio de -15º celsius na parte mais baixa da entrada. Ainda bem que estávamos preparados (ou não :P).

Pedimos informações duas vezes para os guardas florestais vestidos como nos desenhos do Zé Colmeia: logo na entrada do parque, ao pagarmos a taxa de U$25 por carro, e depois, no visitor center.

mapa-grand-canyon

Devidamente orientados, chocolate quente na mão e cronograma apertado, iniciamos a trilha que nos levaria ao melhor ponto para ver o pôr do sol, no qual deveríamos estar às 16h30.

Sinceramente eu não estava preparada para o primeiro mirante com o qual nos deparamos, o Mather Point. Vídeos e fotografias não conseguem transmitir o impacto do cenário, sua riqueza de detalhes e grandiosidade.

mirante-grand-canyon

Depois de disputarmos os melhores lugares para fotos com os demais turistas, continuamos firmes em nossa caminhada no meio da neve.

neve-no-grand-canyon

Nosso destino final era o Yaki Point. Quando chegamos lá tentamos nos posicionar em algum local privilegiado, mas quando o sol começou a baixar, pontualmente, percebi que o espetáculo seria perfeito de qualquer lugar.

sol-se-pondo-no-grand-canyon

Todos que assistiram a cena soltaram um “ohhh” sincero e aplaudiram! Palmas merecidas para o Grand Canyon…

por-do-sol-espetacular-no-grand-canyon

Mal o sol sumiu, a temperatura despencou e todo mundo saiu correndo para o ponto de ônibus. Menos a família buscapé, felizmente, pois fomos dos poucos que vimos o céu mudar de cor.

grand-canyon-ceu-colorido Esse céu é real, sem filtro. O céu mais lindo que eu já vi, no Grand Canyon South Rim, que fez de mim, uma clássica turista urbana, ter um encontro mágico com a natureza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s