Qatar Airways aprovada!

Deixe um comentário Padrão

Eu sabia que não era uma companhia ruim, mas é difícil ser otimista com um vôo de 14h e outro de quase 8h, depois de uma conexão Rio-SP com a Gol. Estou no meio do vôo para Doha e até aqui eu e a Qatar Airways viramos super amigas. Continue lendo

Anúncios

Passagens compradas! Rumo à Costa Oeste dos EUA voando com a Aeromexico

Comentários 3 Padrão

Quem só pode viajar em alta temporada sabe bem o dilema que é a escolha do vôo e o momento ideal para se comprar. Praticamente todas as regras que valem para a compra de passagens em outras épocas do ano podem não valer de nada se você estiver indo para um destino concorrido, principalmente se for passar datas como Natal e Ano Novo. Sem chances de rolar promoção nesta época, então fica difícil correr dos preços salgados. É uma análise complicada de custos e benefícios… Prefiro comprar com antecedência mesmo e viajar com tudo pago (ou quase pago rsrsr).

Então comecei minha saga de olhar diariamente os preços de vôos. Abandonei a ideia de pegar o melhor preço e a partir daí fazer o roteiro. Defini que gostaria de chegar por São Francisco e voltar por Las Vegas. Aí foi questão de planilhar as variações de preço e em mais ou menos dois meses ficou claro que o melhor custo-benefício seria o vôo da Aeromexico. Aproveitei a pequena variação do dólar (de 2,40 para 2,38… fazer o que?), respirei fundo e cliquei em “comprar”.

Demorei a ter uma noção do preço normal destes vôos, então deixo aqui de registro o menor valor que encontrei caso alguém que procure esta informação acabe chegando nessa página via Google…

Datas:
Ida – 18 de dezembro de 2014: Rio de Janeiro > São Francisco (com parada de 4h na Cidade do México).
Volta – 3 de dezembro de 2014: Las Vegas > Rio de Janeiro (com parada de 12h O.O na Cidade do México).

Preço por pessoa, com taxas: R$3.000.

Como sempre viajo nesta época do ano, sei que qualquer passagem para os EUA por menos de R$2500 é um achado. Mas, com a alta do dólar, e o fato de São Francisco ser um destino mais caro, foi uma boa compra. Sem falar que as opções da Copa e da United estavam coisa de US$500 mais caras por pessoa. Coisa de doido! Mas loucura mesmo vai ser essa parada de 12h na Cidade do México na volta. É uma cidade em que já estive e, na época, foi vid4loc4 rsrsrs. Fujo dessas conexões longas como o diabo foge da cruz, mas a diferença no preço multiplicado por 5 pessoas nos fez chegar à conclusão que seria inevitável usar esse vôo.

Fiz uma pesquisa sobre a Aeromexico e li muitas coisas boas. Por incrível que pareça a venda dos bilhetes direto com a companhia estava mais cara que na decolar.com…

Outro ponto positivo é não ter que fazer imigração na conexão, como ocorre nos vôos que param em Houston, Miami, etc. Tanto que minha primeira opção era o vôo da Copa que para no Panamá.

Desde 2013 brasileiros não precisam de visto mexicano para permanecer menos de 2/3 meses no México, então menos um gasto/problema.

Agora é descobrir como pedir refeição vegetariana, como marcar assentos e pesquisar se é viável sair do aeroporto sem correr o risco de perder o vôo.

Alguém já fez esse vôo ou conhece alguém que tenha feito?

Alguém já fez conexão longa na Cidade do México e saiu do Aeroporto? Sem sim, indique esse post!! Preciso de dicas!

De brinde, para quem quiser rir de mim :P., eu no México na década de 90 rsrsrs.

De brinde, para quem quiser rir de mim :P., eu no México na década de 90 rsrsrs.

Diário de bordo: voando para Orlando e Nova York

Deixe um comentário Vídeo

Em janeiro desse ano (2014) voamos pela primeira vez para os Estados Unidos com a companhia American Airlines. Até então só havíamos voado para os EUA de Tam, mas desta vez o budget estava mais apertado e resolvemos tentar um vôo mais barato…

Acabamos descobrindo que pelo mesmo preço do vôo Rio – Orlando – Rio conseguiríamos fazer Rio – Nova York – Orlando – Rio, e por isso não resistimos à possibilidade de matar a saudade de NY.

As passagens foram compradas na Decolar.com, pois foi o melhor preço que encontramos. Então tudo certo. Assentos marcados, refeição vegetariana solicitada e malas prontas. Ansiedade alta até que… na madrugada do dia de viajar recebo por email uma notificação de cancelamento do vôo. Às 6 da manhã ligo para o atendimento da American Airlines. Bom atendimento, mas só haveria vôo disponível dali a 2 dias! Isso me deixou muito desapontada, mas o atendente me aconselhou a marcar esse vôo mesmo, pois as vagas eram poucas e se esgotariam rapidamente (quando o restante dos passageiros acordassem e vissem a notificação de cancelamento…). Ok. Vôo remarcado. Adeus tickets (não reembolsáveis) para a Opera no Met. Esse sonho fica pra próxima ida a NY.

Bom, chega de spoiler. Os detalhes dos vôos que fizemos com a American e a principal dica relacionada aos assentos de emergência eu conto no vídeo abaixo.