Motivos para se hosperar no Elara, em Las Vegas

Comentários 2 Padrão

Se no Residence Inn em Anaheim eu me senti em casa, no Elara, em Las Vegas, eu me senti “ryca” rsrsrs… E a melhor parte é que os preços são excelentes, com tarifas promocionais em várias datas. E mesmo em uma época cara, como a que fomos, eu consegui um preço ótimo neste hotel, que tem nota 8.9 no Booking. Foi de longe o hotel mais bacanudo em que já me hospedei nos EUA.  Continue lendo

Anúncios

O roteiro que fizemos nos EUA: Califórnia, Nevada e Arizona

Comentários 2 Padrão

Planejamos, planejamos, mas ajustes de última hora são inevitáveis 🙂 Segue o roteiro (só para os fortes rssrs) que fizemos nos EUA dessa vez.

Dia 1 – Voo
Dia 2 – São Francisco: Ross Dress for Less – Apple Store – Comprar suprimentos
Dia 3 – São Francisco: Alcatraz and San Francisco city tour (viator)
Dia 4 – São Francisco: Pegar carro 9AM Alamo Union Square – Tour no Silicon Valley (garagens – Steve, Google e HP; Apple, Facebook e Google) almoçar no Outback em Cupertino – Jogo da NFL 5PM em Santa Clara.
Dia 5 – São Francisco: ir ao Nappa Valley – Almoço 11h15 AM Mustards Grill – tour na Robert Mondavi 2PM.
Dia 6 – São Francisco: Livre (Lombard Street, andar de bondinho, etc).
Dia 7 – Viagem a Los Angeles e Anaheim pela highway 1 (deslumbrante).
Dia 8 – Disneyland!!!!
Dia 9 – Disney California Adventure
Dia 10 – Los Angeles: Grand Tour of Los Angeles (viator)
Dia 11 – Los Angeles: tour na Warner Studios
Dia 12 – Viagem Los Angeles a Las Vegas
Dia 13 – Las Vegas: Compras – Gordon Ramsey Burgr
Dia 14 – Las Vegas: Mt. Charleston para ver neve. De noite, Le Reve 7PM (sensacional).
Dia 15 – Las Vegas: vimos os fogos do quarto do hotel (Elara, espetacular, super recomendo).
Dia 16 – Las Vegas: Compras
Dia 17 – Las Vegas: Grand Canyon South Rim – bate-volta pesado, passando pela Rota 66, mas que vale demais. Coisa mais linda do mundo!!!
Dia 18 – Las Vegas: últimas compras.
Dia 19 – Vôo
Dia 20 – Chegamos no Rio de Janeiro

Como escolher e reservar hotel na Booking.com

Comentários 2 Padrão

Vira e mexe alguém me pergunta sobre a Booking.com, se funciona, se é confiável, etc… Por isso vou explicar tudo que sei sobre esse serviço. Desde já informo que este post não é patrocinado, apesar de que quando tiver tempo quero colocar a caixa de pesquisa da Booking aqui no blog. Este post é apenas de um relato de alguém que já usou muito um serviço e o conhece bem.

Uma das coisas que acho mais legais na Booking.com é que é um serviço que gera um nível de relacionamento com o cliente de fato. Por exemplo, quando entro no site e faço o login para minha conta com eles, eu tenho todo o meu histórico de reservas com datas, valores, avaliações, etc.

O Booking registra seu histórico de viagens. Veja como eu sou mão de vaca com as diárias de hotel!

A Booking registra seu histórico de viagens. Veja como eu sou mão de vaca com as diárias de hotel!

Para cada reserva de hotel realizada, eu posso fazer a avaliação do hotel em que me hospedei, e são essas avaliações que, na minha opinião, fazem a Booking ser um site confiável para você escolher o hotel em que deseja se hospedar, onde quer que esteja indo, sem ter surpresas desagradáveis.

O Booking pede para você fazer uma avaliação do hotel, e constrói um ranking bem bacana com as notas dos clientes.

A Booking pede para você fazer uma avaliação do hotel, e constrói um ranking bem bacana com as notas dos clientes.

Ao todo eu já fiz 15 reservas na Booking. Esse número de reservas (efetivadas e canceladas), sem nunca ter passado nenhum tipo de problema, me dá bastante segurança para indicar o serviço.

A melhor dica é: leia tudo que tem na página.

A melhor dica é: leia tudo que tem na página.

Então vejamos como funciona:

– Antes de mais nada, crie um conta na Booking.com. Isso vai facilitar muito sua vida, pois você poderá criar listas para salvar os hotéis que lhe interessarem durante sua busca.

– Aí é começar a pesquisar. Note que o site possui uma série de opções para refinar sua busca e apresentar os resultados mais relevantes de acordo com diferentes critérios indicados por você (notas dos hotéis, estrelas, preço, localização, etc).

Exemplo de hotel encontrado na busca.

Exemplo de hotel encontrado.

– Fique atento às condições de pagamento, pois cada hotel vai funcionar de um jeito. Pela experiência que tive, se você ler com atenção todas as condições, taxas e comodidades do estabelecimento que está reservando, não terá nenhuma surpresa. A maioria dos estabelecimentos cobra a hospedagem apenas no check out, no dinheiro ou no cartão. Mas há exceções, sempre explicitadas na página.

– Para conseguir os melhores preços você tem que entrar no site com frequência. Costumo fazer a reserva com cancelamento grátis com bastante antecedência. Depois fico entrando no site com novas buscas para ver se o preço cai. As reservas sem cancelamento (se cancelar precisará pagar o valor total da reserva) costumam aparecer com preços muito abaixo dos praticados. Uma vez consegui uma reserva quase 50% mais barata que a primeira que havia feito meses antes. Lembre-se apenas de que, se fizer uma reserva nova, precisa cancelar a anterior no prazo determinado.

– Importante diferenciar sua relação com o hotel e sua relação com a Booking. A Booking serve apenas como uma intermediária entre você e o hotel, te oferecendo preços bem abaixo do que o hotel cobraria se a reserva fosse feita diretamente com ele. No entanto, o que tem me chamado a atenção é como o “pós-venda”, por assim dizer, funciona direitinho. Vou dar alguns exemplos de situações que aconteceram comigo e que podem acontecer com você.

Seu voo foi cancelado e você não fará check in na data da reserva. E agora??

Isso aconteceu comigo esse ano quando íamos para Nova York. Liguei para a Booking para pedir ajuda com a alteração da reserva meio sem esperanças de resolver, pois o tipo de reserva que eu tinha feito para o Hotel at Times Square, em NY, era sem cancelamento. Ou seja, de acordo com a reserva que eu fiz, eu não teria direito nem de alterar a data e nem de cancelar a reserva. Muitas vezes este tipo de reserva fica muuuito mais barata no site, mas é sempre um risco. Liguei para a Booking e expliquei minha situação. O atendimento da Booking contatou o hotel, que aceitou não me cobrar as duas diárias que eu perderia por conta do voo! E também aceitaram meu pedido de early check in. Tudo isso sem eu ter que fazer ligação (internacional $$$) para o hotel. A Booking resolveu tudo e me enviou em menos de 24h a nova reserva por email.

Precisa fazer alguma solicitação especial para o hotel?

Durante a reserva você pode solicitar, por exemplo, check in antecipado ou check out depois do horário, mas isso não quer dizer que o hotel irá aceitar seu pedido. No final do ano iremos para Las Vegas e, por conta do horário do voo, solicitei check in tardio. O hotel não aceitou o pedido, pois a data é muito concorrida e tudo estará lotado, mas o mais bacana foi ter recebido uma ligação da Booking explicando isso. Esse contato com o cliente passa muita confiança no serviço.

———-

Missão da Booking.com

“Ajudar viajantes a lazer ou a trabalho com qualquer tipo de orçamento a facilmente descobrir, reservar e desfrutar das melhores acomodações do mundo”

A empresa tem sede em Amsterdã e 115 escritórios em 50 países, inclusive no Brasil.

 ———-

Só usei a empresa para reservar hotel. Para aluguel de carro prefiro outro serviço, sobre o qual falei em um vídeo.

Passagens compradas! Rumo à Costa Oeste dos EUA voando com a Aeromexico

Comentários 3 Padrão

Quem só pode viajar em alta temporada sabe bem o dilema que é a escolha do vôo e o momento ideal para se comprar. Praticamente todas as regras que valem para a compra de passagens em outras épocas do ano podem não valer de nada se você estiver indo para um destino concorrido, principalmente se for passar datas como Natal e Ano Novo. Sem chances de rolar promoção nesta época, então fica difícil correr dos preços salgados. É uma análise complicada de custos e benefícios… Prefiro comprar com antecedência mesmo e viajar com tudo pago (ou quase pago rsrsr).

Então comecei minha saga de olhar diariamente os preços de vôos. Abandonei a ideia de pegar o melhor preço e a partir daí fazer o roteiro. Defini que gostaria de chegar por São Francisco e voltar por Las Vegas. Aí foi questão de planilhar as variações de preço e em mais ou menos dois meses ficou claro que o melhor custo-benefício seria o vôo da Aeromexico. Aproveitei a pequena variação do dólar (de 2,40 para 2,38… fazer o que?), respirei fundo e cliquei em “comprar”.

Demorei a ter uma noção do preço normal destes vôos, então deixo aqui de registro o menor valor que encontrei caso alguém que procure esta informação acabe chegando nessa página via Google…

Datas:
Ida – 18 de dezembro de 2014: Rio de Janeiro > São Francisco (com parada de 4h na Cidade do México).
Volta – 3 de dezembro de 2014: Las Vegas > Rio de Janeiro (com parada de 12h O.O na Cidade do México).

Preço por pessoa, com taxas: R$3.000.

Como sempre viajo nesta época do ano, sei que qualquer passagem para os EUA por menos de R$2500 é um achado. Mas, com a alta do dólar, e o fato de São Francisco ser um destino mais caro, foi uma boa compra. Sem falar que as opções da Copa e da United estavam coisa de US$500 mais caras por pessoa. Coisa de doido! Mas loucura mesmo vai ser essa parada de 12h na Cidade do México na volta. É uma cidade em que já estive e, na época, foi vid4loc4 rsrsrs. Fujo dessas conexões longas como o diabo foge da cruz, mas a diferença no preço multiplicado por 5 pessoas nos fez chegar à conclusão que seria inevitável usar esse vôo.

Fiz uma pesquisa sobre a Aeromexico e li muitas coisas boas. Por incrível que pareça a venda dos bilhetes direto com a companhia estava mais cara que na decolar.com…

Outro ponto positivo é não ter que fazer imigração na conexão, como ocorre nos vôos que param em Houston, Miami, etc. Tanto que minha primeira opção era o vôo da Copa que para no Panamá.

Desde 2013 brasileiros não precisam de visto mexicano para permanecer menos de 2/3 meses no México, então menos um gasto/problema.

Agora é descobrir como pedir refeição vegetariana, como marcar assentos e pesquisar se é viável sair do aeroporto sem correr o risco de perder o vôo.

Alguém já fez esse vôo ou conhece alguém que tenha feito?

Alguém já fez conexão longa na Cidade do México e saiu do Aeroporto? Sem sim, indique esse post!! Preciso de dicas!

De brinde, para quem quiser rir de mim :P., eu no México na década de 90 rsrsrs.

De brinde, para quem quiser rir de mim :P., eu no México na década de 90 rsrsrs.