Dica para quem vai comprar iPhone 6 ou iPhone 6 Plus nos Estados Unidos

Deixe um comentário Padrão

Continue lendo

Anúncios

Fazendo compras nos Estados Unidos: como planejar e como gastar

Comentários 2 Padrão

Depois de algumas experiências em planejar férias incluindo uma graninha para as “comprinhas”, eis as minhas principais dicas:

Se gostar de algo, compre. Se deixar para depois vai ficar sem!

Na primeira vez em que viajei eu ficava comparando preço entre uma loja e outra (noob!). E nessa, no meio das programações e do tempo que parece nunca ser suficiente para fazer tudo, muita coisa que eu queria muito comprar simplesmente ficou para trás. Pense o seguinte: no Brasil tudo é no mínimo o dobro do preço. Se lembrar deste “detalhe”, uma pequena diferença no valor de uma loja para a outra não compensa o tempo e o trabalho de ficar pesquisando. Se gostar (e puder pagar, lógico rsrs), compre logo. Melhor que passar o ano todo se arrependendo…

Com ou sem IOF, prefira cartão pré-pago

Com a atual (e malvada) mudança nas regras de cobrança de IOF, que vale agora também para o cartão pré-pago (Visa Travel Money e similares), muita gente vai preferir fazer compras no cartão de crédito mesmo. Sem dúvida é mais prático e ainda pode acumular pontos. No entanto, principalmente para quem nunca viajou para os Estados Unidos, essa pode ser uma armadilha e tanto, pois é muito mais difícil controlar os gastos. Afinal, no caso do cartão de débito, quando ele acaba é sinal de que você torrou tudo que tinha planejado… No de crédito, se não for uma pessoa muito organizada, pode perder a noção do quanto está gastando. São muitas compras, muitas mesmo, e depois de dias você se acostuma a comprar, comprar, comprar… Muito cuidado para não quebrar a banca! Vá com calma que quem sabe no ano seguinte não dá para voltar 😉

Imagine chegar no Walmart sem uma lista? Se fizer isso não irá comprar nada, ou, pior, irá comprar mal.

Imagine chegar no Walmart sem uma lista? Se fizer isso não irá comprar nada, ou, pior, irá comprar mal.

Faça uma lista, pesquise valores na internet e estabeleça limites

Sabe a primeira dica, de comprar sem pensar muito? Bom, ela não é tão maluca se colocada em prática junto com esta dica aqui ó: tenha uma lista com o quanto quer gastar com cada coisa e aí sim, quando ver algo que está na lista, compre. Dá para ter uma noção de todos os preços fazendo pesquisas na internet. Isso ajuda a planejar, antes de viajar, o que deseja de fato comprar. Imagine que você tem uma cota de X dólares para gastar, e percebe que aquela câmera vai consumir boa parte dela. Neste caso, antes de viajar e se deparar com este tipo de dilema, defina prioridades!

Difícil é respeitar os limites...

Difícil é respeitar os limites…

Não entre em frenesi!!!!

O ditado “quem nunca comeu melado quando come se lambuza” é verdade absoluta, especialmente no que diz respeito a brasileiros em Orlando/EUA. Tudo é tão mais barato que dá vontade de comprar o mundo. A pessoa chega num Walmart da vida e compra quinze quilos de MMs, dez potes de Pringles, e por aí vai. Parece aquelas gincanas em que quem encher mais o carrinho ganha um prêmio do final.

Outra coisa que acontece muito é a Síndrome da Bugiganga. A pessoa torra uma nota com lembrancinhas, que nos parques custam uma fortuna, e coisas que nem queria comprar. A verdade é que, mesmo tendo se planejando muito, uma hora a grana acaba, e a pior coisa é ter comprado um monte de porcarias, só porque essas porcarias no Brasil custam uma fortuna.

Infelizmente estamos acostumados a pagar muito pelas coisas, mas tente ter foco. Em resumo: compre o que tinha planejado comprar e tente não comer como louco, afinal não é à toa que os americanos estão gordos!

Siga sua lista ou acabará como eu, comprando cotonetes rsrsr...

Siga sua lista ou acabará como eu, comprando cotonetes rsrsr…

Tome como regra pagar MUITO barato

Considerando que atualmente (15/03/14) o dólar está alto, é preciso ser mais exigente com os preços. Infelizmente não dá mais para só multiplicar por 2….

Nunca entendi as pessoas que vão para os EUA e compram um Nike por mais de US$100 dólares só porque é lançamento, ou porque gostou. Cada um que use seu dinheiro como quiser, mas é triste ver tanto desperdício de verdinhas!

Lembro bem que na primeira vez que fui aos EUA depois de “velha” 😛 encontrei um tênis que tinha acabado de comprar no Brasil (na época por R$400) sendo vendido em um outlet por US$26. Guardei esses valores porque foi traumático rsrs. Desde então coloquei na cabeça que só compro nos EUA o que for realmente barato, pois há muitas opções. Por exemplo: no Outlet da Nike você encontra tênis de US$90, mas a maioria custa menos de US$50. Vou procurar sempre um tênis que tenha três requisitos: 1) confortável; 2) bonito; 3) barato, muito barato. Pode ser que o que eu mais goste não esteja com um bom preço. Então ele volta para a prateleira. Cada vez que viajo compro tênis, e nunca mais caro que US$30 ou no máximo US$40. O mesmo vale para roupas. Estabeleça um limite por peça e só compre algo mais caro do que esse limite se gostar muito. Um exemplo? Blusinhas na Forever 21 por não mais de US$18 dólares. Dá para achar muita coisa legal nessa faixa de preço.

E se quiser comprar coisas nos parques, estabeleça uma cota, pois é tudo muito caro...

E se quiser comprar coisas nos parques, estabeleça uma cota, pois é tudo muito caro…

Cuidado com a alfândega…

Quando você fala que vai para os EUA começa a chover gente te pedindo para comprar coisas de todos os tipos! Como regra, eu digo não para todas (exceto para os MUITO chegados, claro…), porque quero curtir férias e não virar sacoleira. Independente do que comprar lá, para você ou para os outros, lembre-se da fiscalização da alfândega. Não houve uma só vez em que eu não tenha passado as malas no raio-x, e em uma delas tive até que mostrar nota fiscal de equipamentos eletrônicos (que por “sorte” eu havia comprado no Brasil).

Os fiscais farejam iPad. Além disso, acho que eles se baseiam em alguns pré-conceitos (fundados e infundados) para parar as pessoas. Estou certa de que tenho cara de sacoleira, e dou sorte de nunca terem implicado com a quantidade de roupas e vidros de shampoo (apesar de um dos fiscais certa vez ter rido na minha cara rsrsrs). Para minha sorte, nunca precisei pagar nada, mas sei de histórias de fazer chorar. Não exagerem especialmente com eletrônicos. No fim das contas, ainda que te façam pagar alguma coisa por ter muitas roupas e coisas do tipo, o que pega mesmo são equipamentos eletrônicos, porque é mais fácil para eles levantarem os preços e enfiarem a faca. Caso queira “exagerar” sem declarar, prepare-se para arcar com as taxas + multa. No fim do ano quero comprar um Macbook novo e, sinceramente, prefiro me planejar para pagar o imposto devido…

Se tiver muitas malas, e todas elas abarrotadas, a chance de ser parado é maior.

Se tiver muitas malas, e todas elas abarrotadas, a chance de ser parado é maior.

Sobre macetes para não ser parado, não acredite neles. Se te perguntarem algo, fale a verdade. Afinal você está voltando para o Brasil, mas logo no primeiro dia não precisar ser tão brasileiro…

Quando chegar no Brasil, pare de comprar

Que me perdoe a economia nacional, mas é preciso lembrar que as férias acabaram e que tudo no Brasil custa uma fortuna. Depois de duas, três semanas fazendo compras e batendo perna todos os dias, a tentação de manter o hábito no Brasil é forte. Lembre-se: nada aqui é barato. Assim que pisar no aeroporto aceite que acabou e comece a juntar $ para a próxima.

5 lojas preferidas em Orlando

Deixe um comentário Padrão

Há alguns meses, quando esquentou, fui ao shopping com o objetivo de comprar um short e voltei para casa revoltada. Nada por menos de 100 reais. Já com viagem marcada para os EUA, eu jamais pagaria esse preço em um short whatever. Se você estiver indo para Orlando ou para qualquer lugar dos EUA prepare-se para se sentir revoltado com qualquer produto que encontrar no Brasil. Para falar a verdade, desde 2011 deixei de comprar roupas por aqui. Não apenas roupas: sapatos, acessórios, calçados, cosméticos e tudo mais. Se me esforçar consigo citar quais produtos comprei por aqui nestes últimos três/quatro anos. É como a Matrix: depois que você toma a pílula vermelha…

Então vamos ao que interessa: compras em Orlando. Irei citar meus locais preferidos para compras. Meu top 5.

FOREVER 21 para roupas bonitinhas para todas as ocasiões e bijouterias

A Forever 21 é a loja de departamentos com os melhores preços que você vai encontrar em Orlando. É barato mesmo! E não é porque é barato que é de baixa qualidade ou brega. Muito pelo contrário: são produtos que seguem tendências da moda e a variedade de roupas é impressionante. Você pode comprar no site e mandar entregar no hotel, mas eu não gosto de ousar tanto e, durante o tempo em que fico em Orlando, volto mil vezes nas duas lojas que gosto: uma fica no shopping Florida Mall e a outra no shopping The Mall at the Millenia. Mas acho que a loja do Florida Mall é melhor (maior, mais organizada, mais receptiva).

A F21 possui um modelo de calça skinny que custa 10 dólares (se achar promoção, pode chegar a U$7.50). São as calças que eu uso todos os dias para trabalhar ou sair, porque são confortáveis e vestem bem. Imagine entrar numa loja e comprar 10 calças por US$100. Tá, as calças da Levis são de melhor qualidade, mas em termos de conforto prefiro as da F21 (são as que eu uso mesmo e custam 1/4 do preço).

A FOREVER 21 possui tanto roupas básicas, geralmente muuuuito baratas (camis de várias cores a US$2,00 baby) e também umas peças mais modinha. Pensando bem, nunca vi nada lá que custasse mais de US$50. Com US$30 você compra uma jaqueta de couro falso (por favor) lindíssima. Isso sem falar dos brincos, anéis e todo tipo de bijoux super baratas. Um maxi colar que aqui custaria mais de R$100 lá você compra por US$10. Parece brincadeira, né? Sofremos muito no Brasil rsrs…

É bunitim mas é de lata? Então tem que ser barato, Brasil!

É bunitim mas é de lata? Então tem que ser barato, Brasil!

WALMART para tudo que você imaginar

Tenho um cadinho de vergonha do meu carrinho de compras quando vou no Walmart, mas só pode me julgar quem não vive no Brasil. O Walmart Supercenter é um dos lugares de Orlando que adoro ir para comprar coisas bem baratas e úteis. É ótimo para comprar malas. É ótimo para comprar maquiagens com os menores preços possíveis e também aquelas lembrancinhas tipo ímã de geladeira, camiseta, pelúcias da Disney.

O que eu SEMPRE compro no Walmart? Maquiagens das marcas de farmácia (caras no Brasil e a preço de banana por lá, mesmo). Maybelline, Revlon, Loreal… tudo muito barato. Da última vez, enquanto duas brasileiras olhavam para a prateleira de produtos Aussie, eu pedi educadamente licença e, passando o braço na prateleira, coloquei todos os cremes “3 MINUTE MIRACLE” em meu carrinho. Elas arregalaram os olhos e pensei comigo mesma “Deve ser a primeira vez delas aqui…”. Se você encontrar esse creme por lá, compre para você e para toda a família (se eu tiver passado por lá você não vai achar nenhum rsrsr). Sou contra comprar para vender, mas sou a favor de comprar para fazer estoque e para dar de presente. É um produto maravilhoso que custa US$3. No Brasil você não encontra a menos de R$35. A qualidade dele é incompatível com o preço.

Produtos da australiana Aussie. Todos aprovados...

Produtos da australiana Aussie. Todos aprovados…

Dá para sair com um carrinho desse todos os dias...

Dá para encher um carrinho desse todos os dias…

ZARA para roupas mais arrumadas, sapatos e bolsas

A Zara é outra loja de departamentos, mas é um pouco mais “arrumada” que a F21. No Brasil, como sabem, vende roupas super lindas, mas que não são muito baratas. Lá os preços são bem melhores do que aqui (no mínimo a metade ou um terço). É para fazer uma revolução no guarda-roupas…

A loja da Zara no shopping Florida Mall está sempre em promoção. Fica ao lado da F21, então é sair de uma e mergulhar na outra. Os sapatos e bolsas também estão sempre com bons preços (sapatos geralmente a US$20/30). Da última vez comprei uma bolsa linda por US$35 \O/. Blusinhas sociais por US$16… Enfim, parada obrigatória.

Alerta vermelho: vestidos de festa perfeitos por US$50. O que? Acabou de comprar um vestido para ir a um casamento? Se prestar deve custar acima de R$500 com certeza, né? (puxando MUITO para baixo). Zara, baby. Não sofra mais!! Não rasgue dinheiro!!

TJMAXX para bolsas/sapatos de marca

A TJMAXX é uma loja de ponta de estoque de marcas mais famosinhas. Rauph Lauren, Michael Kors, nesse naipe. Mas, como é ponta de estoque, os preços são lá embaixo. O problema é que os brasileiros (leia-se brasileirAs) conhecem bem a TJ e fazem a limpa por lá bem cedo rsrsrs. A melhor dica do mundo para você: vá na loja nova e ainda pouco conhecida dos turistas que fica em SODO. Prefiro não entrar em detalhes (rsrs), mas vou dar uns exemplos de coisas que comprei: sapato Calvin Klein (US$30), bolsa de couro (pecado, eu sei) Ralph Lauren (US$60), sapato Ralph Lauren (US$20), bota de couro falso linda de morrer (US$20), bolsa Michael Kors (US$120), e por aí vai. São itens mais caros, mas MUITO mais baratos do que você vai encontrar nos Outlets. Para falar a verdade, sou muito mais a TJMAXX que qualquer loja de marca em Outlet. É infinitamente mais barato comprar na TJ. Mas tem que chegar cedo… Ah! Lá tem perfumes ótimos e produtos para cabelo a preço de banana também!!

Altíssima qualidade e perfeita. Bolsa Ralph Lauren US$60.

Altíssima qualidade e perfeita. Bolsa Ralph Lauren US$60.

ULTA para cosméticos de qualidade superior

A ULTA é uma rede de farmácias que vende produtos de qualidade superior em relação às outras. Dentre as redes de “farmácia” é a mais cara. Na CVS e no WALGREENS você encontra muitos produtos por menos, mas a ULTA é a única que vende uma marca de maquiagem que adoro: a NIX COSMETICS. Para quem não conhece, a NIX é uma das poucas marcas de maquiagem que possui preço baixo e qualidade bem aproximada das marcas mais graúdas (tipo MAC). Os batons, por exemplo, são os que mais se aproximam em termos de qualidade e custam um terço. Então a ULTA meio que virou minha queridinha para cosméticos de forma geral. Devo mencionar que da última vez comprei vidros gigantes de shampoo/condicionador Redken a US$16  (metade do preço normal em qualquer lugar). Nem preciso dizer que fiz estoque, pois no Brasil esses produtos custam coisa de R$130 – preço que eu JAMAIS pagaria.

Se eu estivesse indo aos Estados Unidos e tivesse que escolher apenas 5 lojas para fazer compras (isso não se faz!!), com certeza essas seriam minhas escolhas.